Estado é considerado primordial nos planos de expansão das franqueadoras Seguralta, Lig Lig, Restaura Jeans, Casa do Construtor, Espetíssimo, Uatt?, Oligoflora, WSI e Água Doce 

Terceiro no ranking de estados mais ricos do País – perdendo apenas para São Paulo e Rio de Janeiro – Minas Gerais representa um mercado promissor para as redes franqueadoras. O cenário, que integra um contigente de 20 milhões de consumidores em potencial e um PIB na ordem de mais de 282 bilhões de reais, é o grande atrativo que faz com que as redes Seguralta, Lig Lig, Restaura Jeans, Casa do Construtor, Espetíssimo, Uatt?, Oligoflora, WSI e Água Doce incluam o estado em seus planos de expansão.

Todos os franqueadores são unânimes em afirmar que Minas Gerais possui uma estrutura econômica favorável para o desenvolvimento de produtos e serviços. E, neste sentido, não é só a capital, Belo Horizonte, a ‘menina dos olhos’ dos empresários. Na opinião deles, há muitas cidades expressivas e importantes nas quais cabem franquias de suas marcas.

 A Seguralta é a primeira rede de corretoras de seguros do Brasil que opera pelo sistema de franchising. Oferece três tipos de formatação: o exclusivo modelo standard – lojas que vendem seguros; o homebased, no qual o franqueado não precisa ter um ponto comercial e pode trabalhar de sua casa, acionando sua rede de contatos; e a máster-franquia, modelo de negócio voltado ao empresário que deseja explorar plenamente os direitos de uso da marca Seguralta, tanto na comercialização de produtos e serviços como na expansão da empresa.

Em Minas Gerais, está presente na cidade de Divinópolis, Belo Horizonte e São Gotardo. “Várias cidades de Minas Gerais, sobretudo as que têm mais de 50 mil habitantes, possuem não só um potencial latente de negócios, mas também necessidade de um bom serviço de corretoras de seguro. O crescimento da classe média brasileira a tornou uma grande consumidora do mercado de seguros”, finaliza Zanon.

A rede Lig-Lig – rede que oferece o melhor da culinária chinesa, adaptada ao paladar brasileiro – planeja abrir franquias em cinco cidades mineiras: Belo Horizonte, Uberlândia, Juiz de Fora, Contagem e Uberaba. Segundo Carlos Moura, gerente de expansão, a rede aposta no seu diferencial: bom atendimento e comida de qualidade. “O mercado mineiro é exigente e, quando se alimenta fora de casa, procura preços bons e produtos de qualidade – e nisto se igualando a São Paulo”, destaca. A rede Lig-Lig opera em todo o Brasil com mais de 40 lojas pelo sistema de franquias, tendo duas unidades próprias e as demais franqueadas. A marca, que oferece o sistema delivery e também o consumo de pratos na própria loja, busca no investidores para iniciar suas atividades no Estado. “Temos certeza que nossa marca vai ter uma boa aceitação junto ao consumidor mineiro”, reforça Moura.

Com mais de 200 lojas e pontos licenciados em todo país, a Restaura Jeans está presente no estado mineiro nas cidades de Juiz de Fora, Belo Horizonte, Uberlândia e Pouso Alegre. No entanto, sua meta é levar a marca a mais oito cidades, incluindo a capital mineira. “Belo Horizonte, Uberaba, Betim, Contagem, Montes Claros, Poços de Caldas, Sete Lagoas e Varginha constam em nosso plano de expansão”, revela Ramon Guedes, gerente de expansão da rede. A Restaura Jeans oferece um mix completo de serviços para cuidar de toda a roupa: tingimento, costura, customização e limpeza de roupas; renovação e cuidados com peças de couro, renovação e customização de calçados e bolsas. “Temos parcerias com instituições bancárias que ofere cem excelentes linhas de crédito para investidores. Os juros são baixos e o prazo de pagamentoé bem atrativo. É possível financiar mais de 70% de todo o investimento”, revela Guedes.

A Casa do Construtor já fincou bandeira em sete cidades de Minas gerais:Uberlândia, Uberaba, Conselheiro Lafaiete, Juiz de Fora, Poços de Caldas, Pouso Alegre e Itaúna. “Queremos abrir franquias em mais 25 cidades com população igual ou superior a 70 mil habitantes. São elas Alfenas, Lavras, Montes Claros e Três corações, entre outras”, conta Luiz Fernando Magnabosco, que se dedica à expansãoda rede. Até o final deste ano, a rede inaugura uma loja em Passos.

A rede – que possui mais de cem lojas que atuam no ramo de locação de equipamentos para construção civil – considera Minas um campo fértil para os negócios. “O Estado de Minas Gerais é o segundo mais populoso do Brasil – com população próxima a 20 milhões de habitantes – e tem o tericeiro maior PIB brasileiro. São números que impactam na construção civil, segmento que necessita dos nossos serviços”, alerta Magnabosco.

Às vésperas de abrir duas novas franquias em Belo Horizonte, a rede Espetíssimo admite que tem planos de expansão para todo o estado. Cidades como Uberaba, Uberlândia e Contagem integram a lista. Com os formatos quiosques e loja, a rede Espetíssimo – com seus saborosos espetinhos – oferece a possibilidade alimentação rápida e ao mesmo tempo saudável, com qualidade e higiene. “O produto que comercializamos, caiu no gosto dos brasileiros de Norte a Sul”, revela Felipe Paoletti, franqueador da marca.

Para os futuros franqueados, Paoletti adianta que a rede possui um convênio com o banco Itaú para o financiamento de abertura de franquias na região. “Nosso foco são as grandes capitais e cidades menores que tenham pontos com alto fluxo de pessoas”, revela Paoletti.

A canadense WSI (We Simplify The Internet) atua num segmento bastante aquecido: marketing digital. E é esta realidade de mercado que dá fôlego à expansão da marca. Presente em Uberlândia, a franqueadora pretende expandir sua rede em todo estado, especialmente na região metropolitana de Belo Horizonte. “O mercado de Minas Gerais é suficientemente maduro para nosso ramo de atuação e apresenta carência de uma gestão profissional no segmento de marketing digital para empresas”, ressalta Marcos Paulo Perfeito, máster-franqueado da WSI no Brasil. “A marca está presente em mais de 80 países e oferece condições comerciais bastante atrativas”, reforça Perfeito.

A Uatt? – rede composta por 20 unidades em onze Estados, além do Distrito Federal – oferece presentes criativos e diferenciados que agradam pessoas de diferentes idades. Até o final do ano, abrirá duas unidades: em Belo Horizonta, no Shopping Boulevard BH e, em Uberlândia, no Center Shopping. No entanto, outras cidades fazem parte dos planos de expansão: Juiz de Fora, Governador Valadares, Montes Claros, Betim, Uberaba e Sete Lagoas. “No segmento de presentes, o estado apresenta muitas oportunidades”, define o franqueador, Rafael Biasotto. “Estamos empenhados em aumentar nossa presença no estado com bons parceiros.”

Presente em Juiz de Fora e Poços de Caldas, a Oligoflora – pioneira, no Brasil, no trabalho com Oligotecnologia aplicada à estética e ao bem-estar – quer expandir seus negócios em todo o estado de Minas Gerais.“No final do ano, ou logo no início de 2012, devemos inaugurar uma franquia em Patos de Minas”, antecipa Mauro Dias, sócio-diretor de expansão da rede. Além de Belo Horizonte, outras cidades do interior do estado têm grande potencial, segundo Dias. São elas Betim, Contagem, Itabira, Uberlândia, Varginha, Montes Claros e Itajubá, entre outras. Hoje, a rede possui 63 studios em 13 estados brasileiros.

A Água Doce – rede com mais de 100 restaurantes distribuídos em nove estados e no Distrito Federal – tem no seu plano de expansão cidades mineiras com mais de 150 mil habitantes. “Belo Horizonte, Uberlândia, Sete Lagoas, Ituiutaba e Governador Valadares são algumas delas”, revela Júlio Bertolucci, diretor de franquias. Com inauguração prevista para novembro, em Juiz de Fora, a rede considera o mercado mineiro um grande apreciador da culinária brasileira, especialidade da Água Doce. “Já estamos presentes em Uberaba, Frutal, Poços de Caldas e Pouso Alegre e temos grande aceitação do público nessas praças”, conta Bertolucci. “A concorrência é acirrada, contudo o nosso aperfeiçoamento contínuo – seja no asp ecto estrutural, pessoal e de inovação – confere à Água Doce uma enorme vantagem para o investidor quando o assunto é conquistar clientes”, conclui.

 Quality Lavanderia pretende marcar presença em todo o estado de Minas Gerais. A rede – que oferece limpeza de roupas a seco e a água, tratamento de couro e serviços diferenciados de limpeza em tênis, calçados, tapetes, cortinas, roupa de cama e tecidos especiais – já está presente em três cidades do estado Mineiro: Uberlândia, Montes Claros e Belo Horizonte. “Queremos abrir mais lojas em Belo Horizonte e inaugurar unidades em Juiz de Fora, Contagem, Uberaba, Betim, Ipatinga, Governador Valadares, Divinópolis, Poços de Caldas, Sete Lagoas, Ribeirão das Neves e Santa Luzia”, revela José Ventura, gerente de expansão. “Nossa marca já possui 100 lojas em território nacional com muito sucesso e Minas Gerais é um mercado com grande potencial” , destaca. Segundo Ventura, o investimento para quem quer ser franqueado da rede é de R$ 320 mil.

Oferecendo serviços de lavanderia a preços mais acessíveis, a Prima Clean, que integra o Grupo Acerte – detentora da Quality Lavanderia e Linha e Bainha – tem planos de atuar com força no mercado mineiro. O foco está nas cidades com acima de 50 mil habitantes. “A Prima Clean foi criada pensando nas classes emergentes, que desejam ter acesso aos serviços de lavanderia por um valor que caiba no seu orçamento doméstico. Isso foi possível porque o custo operacional da lavanderia é baixo”, ressalta José Ventura, gerente de expansão da rede. O investimento para ser um franqueado da Prima Clean é partir de R$ 110 mil.